voleibol

Treinamento de resistência no vôlei

EXERCÍCIOS "AERÓBICOS" NO VOLEIBOL Trata-se de treinar a capacidade de recuperação que deve abranger todos os exercícios que normalmente, com um termo inadequado, são chamados de "aeróbicos". Na realidade, acho que o jogador de voleibol deve eliminar os exercícios que envolvem momentos prolongados de viagem (ou bicicleta) em favor de padrões capazes de reproduzir tempos e ações do esporte praticado. Isto tamb

Prevenção e reabilitação no palavolo

PAPEL DO PREPARADOR FÍSICO DO VOLEIBOL No voleibol moderno, o preparador físico não pode mais simplesmente fazer seu trabalho. Em vez disso, deve ser um ponto de referência indispensável para todo um sistema de relações e interações (com técnico, médico, fisioterapeuta, etc.). O preparador físico deve possuir em seu conhecimento técnico conhecimentos relacionados a: a) preparação específica de voleibol; b) avaliação funcional específica; c) prevenção específica (não apenas proposta de exercícios corretamente realizados, mas também avaliação das solicitações e proteção do atleta na realização da

O bagher

Normalmente, o bagher é usado quando a bola está baixa, abaixo da linha do ombro. Como no drible, mesmo no bagher devemos considerar uma série de aspectos que determinam o melhor resultado deste fundamental. Esses aspectos são representados pela trajetória de chegada da bola, postura, posições dos membros inferiores e superiores e os tipos de arrombadores. TRAJE

A piada

A piada é o fundamental com o qual você inicia o jogo; pode ser feito de baixo, de flutuante ou de cima para pular. A BATALHA DO BAIXO A Federação Italiana de Voleibol, seguindo o conselho dos técnicos nacionais juvenis, adotou o pontapé inicial para as ligas estudantis, a fim de favorecer as ações do jogo. Mesmo

A parede

A parede é a resposta natural da oposição que os jogadores da rede colocam no lugar como resultado do ataque do oponente. Técnica de parede. A parede consiste em um salto que combina com o levantamento dos braços estendidos para cima, de modo a formar, com as mãos, um plano para rejeitar a bola em direção ao campo do adversário. A execu

Voleibol com menos de 18 anos e menos de 20 anos

O principal objetivo de um programa de preparação física para As equipes do setor juvenil com menos de 18 anos e abaixo de 20 anos criam um atleta com grupos musculares e articulares capazes de suportar os diversos estresses criados no curto e médio prazo. O desenvolvimento de um programa de treinamento deve levar em conta os estágios de desenvolvimento biofisiológico do jogador, mas também aspectos relacionados ao modelo de desempenho e ao estado físico do atleta. Os asp

O drible

O drible é usado quando a bola está alta, acima da cabeça, para levantar, defender, inclinar-se ou receber. Para melhorar a antecipação, a avaliação das trajetórias, a capacidade e a velocidade dos movimentos é necessário posicionar-se de tal forma que o corpo esteja sob a bola (como representado na figura abaixo, que também indica a representação vetorial do polegar e posição do índice). FOLHA TÉCNICA

O esmagado

Noções básicas do ataque: 1) atingir o mais alto possível 2) acerte o máximo possível 3) variar os tiros 4) não cometer erros Quando falamos de ataque, também é necessário falar sobre os tempos de ataque: 1st Time. O atacante se desprende do chão quando a bola está nas mãos do driblador 2nd Time. O atacante