anatomia

Anatomia e exercícios para as coxas e nádegas

Curadoria de Andrea De Lucchi Similarmente à definição de uma cintura escapular, poderíamos definir a cintura pélvica como um complexo funcional composto de ossos, articulações e músculos, que permite a mobilidade recíproca entre a pelve e a raiz do ataque dos membros inferiores, mas também entre a pelve e a coluna vertebral. Entretan

Anatomia e exercícios para braços e pernas

Curadoria de Andrea De Lucchi Concluindo a análise da cintura escapular é necessário incluir outros grupos musculares que à primeira vista podem ter pouco a ver com este complexo funcional. São músculos que exercem sua função principal ao nível da articulação dos cotovelos, portanto pertencentes aos membros superiores, mas que, sendo biarticulares, envolvem também a articulação escápulo-umeral. Além disso, d

Abusador polegar longo

O músculo abdutor longo do polegar é o mais lateral dos músculos das costas profundas do antebraço. Origina-se no lado dorsal da ulna, distal à crista do músculo supino, na membrana interóssea e na face dorsal do rádio. Use o tendão de inserção para passar pelo 1º ligamento ductal do carpo e inserir na base do primeiro osso metacarpal. Parte do t

Adutor Curto

O músculo adutor curto é um músculo de formato triangular que se origina da porção medial da face anterior do ramo superior do púbis e da porção superior da face anterior do ramo isquiopúbico. Está inserido no terço superior do lábio medial da linha azeda do fêmur. É colocado em profundidade em relação ao adutor longo e, com seus adutos de ação, flexiona e fracamente extraria a coxa. É inervado pelo

Origens da clavícula e inserções musculares e ligamentares

Clique no nome dos músculos para visualizar as características anatômicas A LIGAÇÃO COSTÓCLAVICULAR estende-se entre o processo coracoide e a clavícula e divide-se numa parte ântero-medial (perna trapezoidal) e postero medial (perna conoide) LIGAÇÃO À TRAPEZOIDE: origina-se da margem super medial do processo coracoide e leva à linha trapezoidal da clavícula LIGAÇÃO DE CONOÍDO: origina-se da base do processo coracoide e termina, irradiando como um fã, no tubérculo conoidal da clavícula VEJA TAMBÉM: fratura da clavícula Membro superior Membro inferior tronco abdômen artigos

Quadril e fêmur: visão posterior, origens e inserções musculares

Clique no nome dos músculos para visualizar as características anatômicas Veja também: Quadril e osteoartrite do quadril: fortalecimento muscular após a cirurgia Membro superior Membro inferior tronco abdômen artigos

Adutor longo

O músculo adutor longo é um músculo triangular plano. Origina-se a partir da face frontal do ramo superior do púbis e insere-se no terço médio da linha azeda do fêmur. Superficialmente, é recoberto pela banda femoral e com seus adutos de ação e rotação externa (extrarota) na coxa, podendo também intervir na flexão da coxa sobre a pelve. É o mais sup

Anatomia e fisiologia do cólon

Intestino grosso colite Síndrome do intestino irritável Câncer de cólon colonoscopia Colonoscopia virtual anatomia O cólon é um órgão oco (ou vísceras), colocado na região abdominal, com cerca de um metro e meio de comprimento, que começa na válvula ileo-cecal, trecho terminal do intestino delgado e termina com o reto e o canal anal. É composto

anconeus

O músculo angioso origina-se da superfície posterior do epicôndilo do úmero e se insere no quarto proximal do lado dorsal da ulna. Com sua ação, ele colabora com o músculo tríceps na extensão do antebraço; abduzir e estabilizar a ulna. É inervado pelo nervo radial C7, C8. É pulverizado pelo ramo colateral médio da artéria braquial profunda e pela artéria interóssea recorrente. DESCRIÇÃO Músc

Bíceps bíceps

O BIPHIPITE BRACIAL é um músculo biarticular que faz parte dos músculos do braço anterior. Consiste em duas partes: uma longa e outra curta. A cabeça longa, localizada lateralmente, origina-se do tubérculo supra-glenóide da escápula e do lábio glenoidal (portanto, tem uma origem intracapsular) por meio de um tendão cilíndrico longo. A cabeça

braquial

O músculo braquial é colocado mais profundamente que o bíceps braquial. Origina-se da metade distal da face anterior do úmero (abaixo da inserção do deltoide) e dos septos intermusculares. Termina na tuberosidade ulnar e na cápsula articular. Em contraste com o músculo bíceps braquial, é um músculo mono-articular que, por sua ação, flexiona o antebraço. É inervado p

Bíceps femoral

O músculo bíceps femoral ocupa a região posterior e lateral da coxa e é composto por duas partes, uma longa e outra curta. A cabeça longa origina-se da parte superior da tuberosidade isquiática com uma cabeça comum ao músculo semitendíneo. A cabeça curta é originária do terço médio do lábio lateral da linha ácida do fêmur e do septo intermuscular lateral. As duas extremi

músculo braquiorradial

O músculo braquiorradial é um músculo superficial que ocupa a região lateral do antebraço e é claramente visível em pessoas com peso normal. Origina-se na crista supracondilar lateral do úmero (sob o sulco do nervo radial) e no septo intermuscular lateral. Ele se encaixa na face radial do processo estilóide de rádio. É um mús

coracobraquial

O músculo coraco-braquial origina, como o nome indica, do ápice do processo coracoide da escápula, que se origina com a cabeça curta do músculo bíceps. Está inserido no terço médio da face ântero-medial do úmero. Encontra-se medial e profundamente na cabeça curta do tríceps. Tem relação com o deltoide, com o lado lateral do peitoral maior e com a cabeça curta do bíceps. Com sua ação, e

Extensor curto do polegar

O músculo extensor curto do polegar é um músculo profundo na região posterior do antebraço. Localizado em posição medial em relação ao músculo abdutor longo do polegar, origina-se da ulna, da membrana interóssea e da face dorsal do rádio. Use o tendão de inserção para passar pelo 1º ligamento ductal do carpo e insira-o na base dorsal da falange proximal (1a) do polegar. Com sua ação,

Organização do corpo

Eixos anatômicos: podem ser comparados a espetos que cruzam o corpo. Essas linhas imaginárias são usadas para traçar o eixo no qual os movimentos de rotação ocorrem. Um pouco como o que acontece com as dobradiças de uma porta. A porta se move em um plano em torno de um eixo. O plano (a porta) é determinado pela orientação do pino na dobradiça (eixo). Eixos pri

deltóide

O músculo deltoide cobre externamente a parte lateral da articulação do ombro. É composto de três partes: uma parte clavicular, uma parte acromial e uma parte da coluna vertebral. A parte clavicular (anterior) se origina do terço lateral da borda anterior da clavícula; o acrômio (medial) se origina do ápice e da borda lateral do acrômio; o espinal (posterior) se origina do lábio inferior da espinha da escápula Todas as três partes são inseridas em correspondência da humectomia deltoidea tuberosity O músculo deltóide é o abdutor mais poderoso do úmero até 90 °, especialmente com feixes médios. A

Extensor do dedo mindinho

O músculo extensor do dedo mínimo é um músculo superficial da região posterior do antebraço, localizado medialmente em relação ao músculo articular extensor dos dedos. Origina-se com este músculo da face posterior do epicôndilo umeral e da fáscia antibrachial. Cruza o 5º ligamento ductal do carpo e funde-se com o tendão extensor articular dos dedos ao nível do 5º metacarpo. Com sua ação,

Extensor articular dos dedos

O músculo extensor articular dos dedos está localizado na parte posterior lateral do antebraço. É um músculo superficial que se origina do aspecto posterior do epicôndilo lateral do úmero, do ligamento colateral lateral, do ligamento anular do rádio e da fáscia antibrachial. No meio do antebraço ele é dividido em três feixes: o mais lateral dos três dá origem a dois tendões, enquanto os outros dois continuam, respectivamente, em um único tendão. Os quatro tendõ

Parte inferior posterior dentada

O músculo serrátil posterior inferior é originário do folheto posterior da fascia lombodorsal (no nível dos processos espinhosos de T11-T12 e L1-L3). É colocado profundamente em relação ao grande músculo dorsal, cobre o ileocostal, as costas muito longas, costelas e músculos intercostais. É inserido com quatro dígitos na borda inferior e na face externa das últimas 4 costelas (9a-12ª costela). Com sua ação

Diafragma: o músculo da serenidade

De Dott.Luca Franzon A engenharia nos ensina que um edifício, para estar junto e se desenvolver para cima, precisa de estruturas verticais, mas ao mesmo tempo, para mantê-lo unido e estabilizá-lo, precisamos de estruturas transversais. No corpo humano, essas estruturas são representadas por diafragmas. Vo

Parte superior posterior dentada

O músculo serrátil posterior superior origina-se do segmento inferior do ligamento da nuca, do ligamento supra-espinhal e dos processos espinhosos da 7ª vértebra cervical e das três primeiras vértebras torácicas. É inserido com 4 digitações do tendão na margem superior e na face externa da 2ª a 5ª costela. Coberto pel

Flexor longo do polegar

O músculo flexor longo do polegar é colocado profundamente na parte anterior-lateral do antebraço. Origina-se da parte média da face anterior do rádio, da parte lateral da membrana interóssea, da epithrochlea do úmero e do processo coronóide da ulna. Decida dentro do túnel do carpo forrado com sua própria bainha de tendão. Seu tendã

Suavidade da superfície dos dedos

O músculo flexor superficial dos dedos é um dos músculos da camada superficial anterior do antebraço. Origina com dois itens. A cabeça umeral origina-se do epicôndilo medial do úmero e do ligamento colateral medial da articulação do cotovelo; a cabeça ulnar origina-se da margem medial do processo coronoide da ulna, a cabeça radial da face anterior do rádio (linha oblíqua). Seus lídere

Flexor profundo dos dedos

Os músculos flexores profundos dos dedos são colocados profundamente na região anterolateral do antebraço. Origina-se dos dois terços proximais da face anterior da ulna, da fáscia antibrachial, da parte medial da membrana interóssea e da borda medial do rádio. No meio do antebraço, a barriga é dividida em 4 feixes que são inseridos com tantos tendões nas bases das falanges distais do 2º ao 5º dedo. Segue o cana

Estro ulnar do carpo

O músculo extensor ulnar do carpo é um músculo superficial da região posterior do antebraço, localizado medialmente em relação ao músculo extensor do dedo mínimo. Tem uma origem comum com este músculo e com o músculo extensor articular dos dedos (epicôndilo posterior do úmero e fascia antibrachial). Também se o

Elevador da escápula

O músculo elevador da escápula é um músculo biarticular que se origina dos processos transversos da 1ª a 4ª vértebra cervical. Sua parte superior é coberta pelo músculo esternomastóideo, enquanto a parte inferior está localizada profundamente em relação ao trapézio. É inserido no ângulo medial e na parte superior da margem vertebral da escápula. Levanta a escáp

Flexor ulnar do carpo

O músculo flexor ulnar do carpo é o mais interno dos músculos epitrocleares. Origina-se com duas cabeças: a cabeça do úmero e a cabeça ulnar. A cabeça umeral, a menor das duas, origina-se da face anterior do epicôndilo medial do úmero, da fáscia antibrachial e dos septos intermusculares circundantes. A cabeça

Longo extensor do polegar

O músculo extensor longo do polegar é um músculo profundo da região posterior do antebraço. Localizado em posição medial em relação ao músculo abdutor longo do polegar, origina-se a partir do terço médio da superfície dorsal da ulna e da membrana interóssea. Use o tendão de inserção para passar pelo 3º ligamento ductal do carpo e inserir na base da falange distal do polegar. Com sua ação, us

Ótimo adutor

Colocado profundamente em relação aos outros adutores, o adutor grande é um músculo triangular plano que ocupa com sua base toda a altura da linha azeda do fêmur. Origina-se da face anterior do ramo isquiopúbico e do ramo do isquio até a tuberosidade isquiática. Sua barriga grande e musculosa desce no lado medial do fêmur e é dividida em duas partes. Uma part

Grande rodada

O grande músculo redondo origina-se da parte inferior da margem lateral dorsal da escápula. Está inserido na crista da pequena tuberosidade do úmero (também chamado de tubérculo menor ou sulco bicipital). Relaciona-se ao grande dorsal, com a cabeça longa do tríceps, com o músculo subescapular e o músculo coracobraquial. A margem

Grande nádega

O músculo glúteo máximo é o mais superficial e desenvolvido dos músculos da região glútea (66 cm 2 de seção). É coberta pela fáscia glútea superficial e, na posição vertical, cobre a tuberosidade isquiática (enquanto na posição sentada ela a deixa livre). Em relação à sua origem, existem duas partes, uma superficial e outra profunda. A parte superficia

Grande peitoral

O músculo peitoral maior é um músculo superficial do tórax que assume uma forma quadrangular quando o braço está pendurado e uma forma triangular quando o braço está completamente fletido. Pode ser dividido em três partes: clavicular, esternocostal e abdominal A parte clavicular origina-se dos 2/3 mediais da margem anterior da clavícula. A parte

Gastrocnêmio ou gêmeos

O músculo gastrocnêmio é o mais superficial dos músculos da região posterior da perna. É formado por duas barrigas musculares chamadas gêmeas. A cabeça medial origina-se acima do epicôndilo medial do fêmur, do plano poplíteo e da região posterior da cápsula articular do joelho. A cabeça lateral origina-se acima do epicôndilo lateral do fêmur, do plano poplíteo e da cápsula articular do joelho. Seu tendão impon

Grande dorsal

O grande dorsal é o maior músculo do corpo humano e com seus feixes cobre a parte inferior e lateral das costas. Suas grandes dimensões permitem dividir o músculo em quatro partes diferentes: vertebral, ilíaca, costal e escapular. A parte vertebral origina-se do folheto posterior da fáscia lombodorsal e dos processos espinhosos das últimas 6 vértebras torácicas; a parte ilíaca origina-se do terço anterior da crista ilíaca; a parte costal origina-se da 10ª à 12ª costa; a parte escapular se origina no canto inferior da borda lateral da escápula. É inserido na

Gracile ou reto interno

O músculo grácil é um músculo biarticular, achatado e em forma de fita, que ocupa a porção medial da coxa. É coberta pela fáscia femoral e é colocada mais profundamente do que os músculos adutores longos e grandes. Origina-se próximo à sínfise púbica na face anterior do ramo isquiopúbico. É inserido na

Grande rombóide

O grande músculo romboide está localizado na parte superior das costas e é coberto pelo músculo trapézio; origina-se dos processos espinhosos da 1ª a 4ª vértebra torácica e é inserido na margem vertebral da escápula abaixo da coluna vertebral. Tem a mesma função que o músculo rombóide pequeno: adere firmemente a escápula ao tórax, eleva-a, roda-a internamente e adiciona-a. Se particularme

Músculos isquiocrurais

Clique no nome dos músculos para aprofundar suas características anatômicas Membro superior Membro inferior tronco abdômen artigos

Grande dentada ou dentada anterior

O serrátil anterior, ou grande dentato, está localizado na parede lateral do tórax. Origens com 9-10 dígitos da face externa das 10 primeiras costelas. Ele é inserido do canto superior ao canto inferior da margem vertebral da escápula e, por isso, é comumente dividido em três partes: uma parte superior que se origina das 10 primeiras costelas e é inserida no ângulo escapular superior; uma parte intermediária que se origina da 2ª a 4ª costela e é inserida ao longo da margem medial da escápula; uma inferior que se origina da 5ª a 9ª ou 10ª costela e é inserida na borda inferior da escápula. Com s

Grande psoas

O grande músculo psoas é dividido em uma parte superficial e profunda. Está localizado em frente ao músculo quadrado dos lombos. A parte superficial origina-se das faces laterais dos corpos da última vértebra torácica (T12) e das primeiras quatro vértebras lombares (L1-L4) e discos intervertebrais interpostos. A part